Av. Pres. Tancredo Neves, 590 - São Paulo-SP 11 94701-4683 11 99392-1582 11 5060-5070
Tacógrafos e Gestão de frotas - MIP

MULTAS E TACÓGRAFOS: SAIBA COMO EVITAR

Gostou? compartilhe!

MULTAS E TACÓGRAFOS: SAIBA COMO EVITAR

Confira

Centenas de milhares de proprietários de vans, ônibus e caminhões estão circulando sem o selo de certificação do Inmetro no seu cronotacógrafo e podem ser multados.

A média das multas para infratores primários é de R$ 1.200,00 mas pode chegar a R$ 50.000,00.

O cronotacógrafo é o equipamento obrigatório para veículos de transporte de cargas, de passageiros e escolar – com mais de dez lugares – e que tenham peso superior a 4,536 kg.

Conhecido como caixa preta do setor de transportes, informa a distância percorrida, há quantas horas o motorista está dirigindo e qual a velocidade praticada em toda a viagem.

Essas informações são essenciais para evitar abusos e permitir que as empresas e órgãos de trânsito reduzam acidentes com veículos pesados, além de serem utilizadas em perícias de acidente.

Pais, por exemplo, que tem filhos sendo transportados por veículos escolares podem solicitar o disco diagrama do tacógrafo e verificar a velocidade praticada pelo motorista quando transporta as crianças.

Apesar da obrigatoriedade de fazer a vistoria do equipamento e obter o certificado e lacre do Inmetro, muitos proprietários desconhecem essa obrigação ou deixam de cumprir por negligência e outros fatores.

A fiscalização está apertando em todo país e os desavisados, além da multa, poderão ficar sem autorização para transportar, enquanto não regularizarem a vistoria do equipamento.

Como o agente fiscalizador pode verificar com facilidade se o veículo está regular, apenas tendo os dados da placa, a fiscalização é rápida e a irregularidade constatada de imediato.

O IPEM, em ação conjunta com a Polícia Militar Rodoviária e a Renovias, na Rodovia Governador Adhemar P. de Barros(SP 340) – km 120,3 – Campinas autuou 20 dos 22 caminhões fiscalizados, confira quadro abaixo:

Tipo de veículoVerificadosAutuados
Transporte de cargas em geral 22 20
Ônibus 03 0
Transportes escolares 02 0
Transporte de produtos perigosos 02 0
Total 29 20

Os veículos autuados estavam sem o certificado de verificação do cronotacógrafo. Proprietários ou empresas que receberam as autuações  têm dez dias para apresentar defesa ao Ipem-SP, que, depois desse prazo, define multa de R$ 100 a R$ 50 mil, dobrando na reincidência.



Gostou? compartilhe!